6 de mai. de 2020

JAR, WAR, EAR?



Entender como funciona o processo de deploy de uma aplicação Web Java e muito comum para quem esta começando, principalmente porque esse processo e feito de forma muito ‘magica’ pelas IDE’s para quem esta começando.

Vou explicar de uma forma bem simples, para que quem esta começando possa compreender de forma fácil como funciona esse processo.

Ao finalizar o desenvolvimento da sua aplicação web, você provavelmente vai querer disponibilizar essa sua aplicação em algum servidor web para que ela se torne publica.

Pacotes

Primeiro você vai precisar ver qual a melhor forma de disponibilizar o código da sua aplicação web, existem alguns tipos de pacotes que servem para diferentes situações.

JAR: Esse não é pra Web, é para classes java mais simples como uma biblioteca. É muito comum para  aplicações Desktop feitas em Java.

WAR (Web Archive): O pacote para Web, neste podem conter arquivos do tipo JAR, HTML, CSS, Imagens etc. Esse é mais utilizado para aplicações web simples ou de baixa complexidade.

EAR (Enterprise Archive): O Pacote para Web Corporativa que pode conter vários WAR e EJBs. Esse pacote é utilizado para aplicações com alta complexidade que necessitam se comunicar com outras aplicações.

Servidores

Dependendo da sua aplicação, você vai precisar disponibiliza-la em um servidor diferente.

Basicamente, as aplicações que serão disponibilizadas via pacote WAR você irá precisar de um Servidor Web, como Apache por exemplo. As aplicações que vão precisar ser disponibilizadas através de pacotes EAR vão precisar de um servidor mais complexo, então precisa ser um Servidor de Aplicação, como o JBoss, Glassfith etc.

Ambos, Servidores Web e Servidores de Aplicação são basicamente a mesma coisa, servidores web que interpretam requisições HTTP. O que muda é o que vem nesses servidores, os Servidores Web são mais simples, já os Servidores de Aplicações vem junto com aplicações auxiliares para implementar JavaEE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário