4 de jan de 2019

[Google Cloud] Adicionando disco em branco


Olá meu caro, 

Hoje iremos apresentar o manual básico de como adicionar discos nas instâncias criadas na google cloud com Compute Engine.  Os discos serão criados na interface gráfica do google cloud e manuseados via linha de comandos assim que o SO reconhece-lós. 



Etapas;  


  1. Entrar em compute engine selecionar a instância
  2. Definir a quantidade e tamanho dos discos
  3. Salvar as operações realizadas no modo de edição da instância
  4. Acessar o sistema operacional e manusear os discos


O Compute Engine gerencia o hardware por trás dos discos permanentes para que você possa adicionar e redimensionar os discos sem fatiamento nem redundância. Conecte um disco secundário grande e redimensione-o à medida que precisar de espaço adicional ou conecte vários discos menores para separar os dados em vários volumes.

A menos que você crie um disco a partir de uma imagem, os discos permanentes novos serão iniciados sem dados nem sistemas de arquivos. É necessário que você mesmo formate esses discos depois de anexá-los às instâncias.

Se os discos permanentes padrão ou os discos permanentes SSD não atenderem a todos os requisitos de desempenho ou flexibilidade, adicione outras opções de armazenamento às instâncias.



Então vamos lá; 

Entrar em compute engine selecionar a instância

  1. No console do GCP, acesse a página "Instâncias da VM".
  2. Clique sobre a instância que deseja adicionar os discos.
  3. Clique sobre a opção "Editar".
  4. Desça até "Discos adicionais". 


Definir a quantidade e tamanho dos discos

  1. Defina o nome do disco
  2. Defina o tipo do disco "Disco em branco"
  3. Defina o tamanho do disco 
  4. Criptografia a seu critério, para inciantes recomendo manter o padrão 
  5. Clique em "Salvar"

Salvar as operações realizadas no modo de edição da instância

 Após salvar as opções de criação do disco, desça a página até o final para salvar as alterações.


Acessar o sistema operacional e manusear os discos

O sistema operacional utilizado para manipulação aqui será uma distribuição linux, o centOS. 

  1. No console do GCP, acesse a página "Instâncias da VM".
  2. Na lista de instâncias de máquinas virtuais, clique em SSH na linha da instância a que você quer se conectar.
Agora você tem uma janela de terminal para interagir com a instância do Linux.

Manuseando o disco adicionado 

[root@svr-grc-1 /]# fdisk -l /dev/sde
Disk /dev/sde: 16.1 GB, 16106127360 bytes, 31457280 sectors
Units = sectors of 1 * 512 = 512 bytes
Sector size (logical/physical): 512 bytes / 4096 bytes
I/O size (minimum/optimal): 4096 bytes / 4096 bytes

[root@svr-grc-1 /]# fdisk /dev/sde

[root@svr-grc-1 /]# mkfs.ext4 /dev/sde1

[root@svr-grc-1 /]# mkdir /mnt/master ; mount /dev/sde1 /mnt/master ; df -lh 
mkdir: cannot create directory ‘/mnt/master’: File exists
Filesystem                     Size  Used Avail Use% Mounted on
/dev/sda1                       12G  5.0G  7.1G  42% /
devtmpfs                       1.8G     0  1.8G   0% /dev
tmpfs                          1.8G     0  1.8G   0% /dev/shm
tmpfs                          1.8G  8.5M  1.8G   1% /run
tmpfs                          1.8G     0  1.8G   0% /sys/fs/cgroup
tmpfs                          354M     0  354M   0% /run/user/1000
/dev/mapper/vol01-vol_linux01   15G   41M   14G   1% /mnt/lvm01
tmpfs                          354M     0  354M   0% /run/user/0
/dev/sde1                       15G   41M   14G   1% /mnt/master
[root@svr-grc-1 /]#


Obs: Para tornar a montagem permanente, deve-se adicionar os parâmetros de montagem no arquivo /etc/fstab.





Espero ter auxiliado e, até o próximo :) ...

Leituras recomendadas: 

Nenhum comentário:

Postar um comentário